Meus Amigos

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Jose da Galileia, pai de Jesus"





"Jose da Galileia, pai de Jesus" / Texto:Revista Seareiro. [http://www.espiritismoeluz.org.br/]



A vida dos homens que participaram da história do Cristianismo é rica em detalhes e acontecimentos.

Desde o Velho Testamento, até nos dias atu...
ais, passando pelo Novo Testamento, vários homens deram a sua colaboração para que o Evangelho de Jesus fosse vivido.
...

Houve porém um homem que pouco comentamos ou citamos quando falamos do Evangelho:

José da Galiléia, pai de Jesus.

São raras as passagens em que ele é mencionado no Evangelho, mas, nas poucas vezes, dá para analisar o tamanho da sua fé e confiança nos desígnios de Deus.

Sempre que os Espíritos Superiores (anjos, na letra da Bíblia) o chamavam em sonho para tomar alguma atitude, ele não titubeava e sim cumpria as ordens, porque reconhecia o seu papel.

Levou Maria e Jesus para o Egito por ordem dos Espíritos Superiores e aguardou, como foi ordenado; e, quando novamente, foi-lhe pedido para que voltasse para Israel, assim o fez.

Quanta confiança nas determinações do Altíssimo! Isto se chama fé!

Não nos esqueçamos que durante todo o tempo em que Maria e Jesus iam daqui para lá, fugindo das perseguições, José tinha a função de protegê-los.

Verificamos também na figura de José a prática da humildade, pois, mesmo sendo honrado com as orientações de anjos, nunca se vangloriou de dádiva tão alta.

Apenas cumpria as determinações.

Sabendo da missão de Jesus, não se envaideceu, apenas conduziu a sua família como um pai deve fazer.

Cumpriu os seus deveres para com as autoridades da Terra quando foi chamado com a sua família para o censo que se realizava em Jerusalém, dando a lição que podemos atender às leis da Terra e ao mesmo tempo cumprir as de Deus.

Visualizemos a figura do pai que deve encaminhar o seu filho, dando-lhe educação, ensinando-lhe o respeito às leis de Deus, suprindo o lar do pão material e cumprindo o seu papel de protetor da família.

Nesta figura temos o exemplo de José.

Jesus, dando-nos o exemplo de como devemos nos comportar perante a autoridade paterna, cumpriu com a o bediência que devia a seu pai, inclusive aprendendo e ajudando-o na carpintaria.

Nos dias atuais devemos analisar bem este personagem valoroso que foi José e tentarmos seguir-lhe o exemplo, conduzindo nossos filhos com respeito, religião, disciplina e amor. E aos filhos, cabe o exemplo de obediência e carinho que Jesus deixou.

O Cristianismo deve muito a José da Galiléia e, nas palavras de Emmanuel:

"A ele deve o Cristianismo a porta da primeira hora, mas José passou no mundo dentro do divino silêncio de Deus."

Que Deus abençoe a todos os pais, para que possam abraçar as suas tarefas de condução das suas famílias para Deus.
.
Wilson.

Um comentário:

Profª Lourdes disse...

Boa noite amiga Eunice! Passei para desejar uma noite tranqüila, lindos sonhos e um final de semana na paz de Deus. Sucesso na tua vida e no teu blog. Deixo esse pensamento do Padre Fábio de Melo, que entre tantos, o adimiro como um grande pensador.
“ Hoje, neste tempo que é seu, o futuro está sendo plantado. As escolhas que você procura, os amigos que você cultiva, as leituras que você faz, os valores que você abraça, os amores que você ama, tudo será determinante para a colheita futura”
Abraçosssss